Monthly Archives: Agosto 2007

Edição Agosto 2007


Dona Abelina na NET


“LAS CHARANCAS”
“Que risa a mi mi dá ah ah ah…”

Mais informações, consulte o site:

http://www.trilhosbtt.com/raidbtt.htm

Decorrerá no dia 9 de Setembro de 2007 o 1º Raid btt rota dos moinhos de água, evento que terá como finalidade mostrar a aldeia, seus monumentos, bem como os moinhos de Água existentes ao longo do percurso.
O percurso terá inicio em Caçarelhos, um total de 45 km com passagem pela quinta de Sº Tomé subindo o rio até Sº Joanico, vindo a terminar em Caçarelhos no largo da feira.
A dificuldade tecnica é média/baixa e a fisica média.
Inscrições: 10 € que inclui, almoço, t-shirt, reforço alimentar.Secretariado:
Cabanais, Largo da FeiraAbertura 8 horas
Partida simulada as 9,15 horas
Partida real 9,30 horas

11,30 horas chegada dos primeiros atletas.
O percurso será todo marcado para que todos os atletas possam seguir ao ritmo mais adquado, quem desejar pode fazer o percurso com gps.
Haverá um reabastecimento sensivelmente ao meio do percurso.

1º-Ceder passagem a outros transuentes não motorizados.
2º-Abrandar à proximidade de pedestres e cavaleiros e ultrapassa-los com precaução após os haver prevenido.
3º-Controlar a velocidade nas passagens sem visibilidade.
4º-Circular nos trilhospara evitar destruir a vegetação,evitar passar sobre culturas.
5º-Passar à distancia de animais selvagens e não enervar os domésticos.
6º-Jamais deitar detritos no solo, conservalosaté ao proximo caixote do lixo.Adevertir quem assim não proceda.
7º-Respeitar apropriedade privada e pública.
8º-Aprender a rolar en autonomia total, saber efectuar reparações.
9º-Saber, em todas as ocasiões, estar de forma discreta e amaval.
10º-Usar o capacete a fim de se proteger, em todas as circunstâncias.


As Histórias incríveis que se encontram na Internet da gente de Caçarelhos

“Altino Vaqueiro com 60 anos de idade, natural de Caçarelhos, concelho de Vimioso. Recorda com saudade os tempos em que trabalhou num dos fornos, descreve os acontecimentos da época com uma precisão admirável.
“Comecei a trabalhar com quinze anos num forno de cozer telha, ganhava 15$00 por dia – jorna Sol a Sol. Cortava o barro destinado à poça grande, onde uma parelha de animais, burros ou mulas pisavam o barro, preparando-o para o fabrico da telha. Depois de amassado, era transportado em carro de mão até à bancada do talhador. Cortado aos pedaços era deitado na grade, estendido e espalmado de forma a ser colocado sobre o galapo. Daqui seguia para a eira onde permanecia dois ou três dias, o tempo suficiente para a secagem. Quando não tinha barro para cortar ajudava no transporte da telha ou quando alguma telha rachava eu prontamente me incumbia em repara-la.. O forno onde trabalhei iniciava a actividade depois da apanha das colheitas, isto em princípios de Setembro. Três meses de trabalho com duas ou três cozeduras por semana. Cada fornada cozia cerca de 2500 telhas, cada telha era vendida entre os $50 e 1$00.

Por fornada eram consumidas quatro a cinco carradas de lenha..
Cinco ou seis pessoas trabalhavam no fabrico da telha, às quais eram servidas diariamente cinco refeições; o mata-bicho antes do Sol nascer, o almoço a meio da manhã, o jantar antes do meio da tarde, a merenda ao fim da tarde e a ceia já pela noite dentro.
Eram boas e fartas as refeições, muito queijo e bons pedaços de presunto, pão de milho e centeio, carnes guisadas de porco ou cabra e, muitas sardinhas assadas em tachos de barro, a acompanhar com o bom vinho.
Passados 45 anos recordo com saudade entre outros, o José Joaquim (preparador do barro), o Sr. Venâncio Meirinho (patrão e dono do forno), a esposa Srª Olímpia, o Alexandre Rodrigo (talhador) e o José Garcia – guardo muitas recordações desses tempos e da minha infância, quando por lá passo – o coração fica”Foi assim que Altino Vaqueiro, residente na Serra da Luz/Odivelas terminou o seu testemunho.”

Este é o excerto do artigo que se refere à Caçarelhos e ao
Senhor Altino Vaqueiro mas vale a pena ler o artigo todo
http://arturgueifao.com.sapo.pt/memoriasdescritivas.htm


Foi um Momento lindo em Vimioso



Primavera (Concerto em Vimioso)

Gente da minha terra

Talvez não sejam de Caçarelhos mas que lá existem, existem e marcam a nossa terra!!!


http://www.mirandesa.pt/areas.htm




Festas de Vimioso 2006 – 3 primos e amigos de Caçarelhos
(Bia, Garcia e Sara), Momentos Únicos